Tags

, , , , , ,

Apimentadas, estes dias uma super amiga minha a Ana Lígia, me falou sobre turbantes femininos (acho que ela assistiu muito O Astro hahaha), eu achei sensacional! Ela aderiu a moda e eu também curti, mas não usei ainda! (Tá, eu também assisti… adorava o Herculano!)

Bem, brincadeiras a parte, mas achei tão bacana e interessante o assunto, que resolvi dar  uma pesquisada e elaborar um post. 😉

O turbante é um típico símbolo étnico de algumas culturas orientais da Ásia, África e também da Bahia. O acessório destaca o pescoço e também pode ser usado como faixa, mas sem volume exagerado.

Além de super originais, são ótimos para aquele dia no qual o cabelo não está tão bonito, o famoso “bad hair day”.

São práticos e deixam qualquer look básico mais sofisticado.

O turbante pode compor um visual mais casual, pode ser usado em uma festa ou até mesmo na praia, tudo depende do lenço escolhido.

Não se sabe ao certo qual é a origem do turbante, mas ele já era usado no Oriente bem antes do surgimento do Islamismo.

Existem inúmeras formas de amarrações, cada uma pode passar uma mensagem diferente, pode indicar a classe social, a tribo e até mesmo o humor! No Oriente Médio um turbante pode ter até 45 metros de extensão.

Uma das grandes responsáveis por propagar essa moda foi Carmem Miranda.

Nos anos 30 e 40 o turbante foi um grande hit, celebridades como Greta Garbo, Coco Chanel, Elizabeth Taylor, Gloria Swanson, Simone de Beauvoir e até mesmo a rainha Elizabeth.

Mas como amarrar? Dá uma olhada nesse vídeo que estilista da Neon, o Dudu Bertholini, ensina duas maneiras de amarrar, mas tem vários vídeos bem legais que ensinam outros tipos de amarrações!

Como eu tenho muitos lenços arranjei uma nova utilidades a ele 😉

Eu me literalmente me amarrei! Vocês?

Beijos,

@Bru_Barbarella