Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Meninas, boa noite!

Hoje vamos falar de um assunto muito importante, a higiene de nossa região íntima. Essa região que é superdelicada, por isso é fundamental ter um cuidado especial em sua higienização. Muitas mulheres não adotaram o uso dos sabonetes íntimos.

O sabonete íntimo é indicado para proteger a vagina da proliferação de bactérias e micro-organismos nocivos para a saúde que podem causar infecções, estas que são acompanhadas de corrimento e nocivas a nossa saúde.

O produto ajuda a prevenir doenças, pois ele é acido e protege a vagina e vulva de possíveis infecções. Entretanto, o sabonete íntimo não deve ser usado se houver corrimento esbranquiçado, acompanhado de coceira e ardência ao urinar e depois das relações sexuais, já que essa infecção fúngica, chamado de Candidíase, ocorre em locais de pH muito ácido, e se dá pela proliferação dos lactobacilos da vagina.

Para quem não sabe os lactobacilos vivem na vagina de todas as mulheres e ajudam a manter a flora vaginal, protegendo assim de infecções oportunistas, mas quando o ph da vagina fica muito ácido, eles se proliferam e atacam. Ocorre principalmente quando há queda de imunidade, diminuição do estrogênio, uso por tempo prolongado de anticoncepcionais e o uso diário de sabonete íntimo.

A escolha do sabonete íntimo deve ser: pH ácido, ser hipoalergênico, cremoso, conter ácido lático, e de preferência com indicação para peles sensíveis. Eles ajudam a manter a hidratação da pele, a proteger contra aos micro-organismos que atacam quando o pH está alcalino proteger de infecções urinárias, e por serem mais suaves que os sabonetes normais. E podem sim ser usados diariamente, desde que em pequena quantidade e sempre na região externa e nunca dentro da vagina (para não alterar a flora vaginal).

Eu já testei vários sabonetes íntimos e sempre opto pelo Dove ou o bom e velho Dermacid (amooo) Ah, e se você não sabe se é sensível ou não opte sempre pelos neutros 😉