Tags

, , , , , , , , , ,

Hoje vou falar de um assunto que me foi bastante solicitado pelas assíduas leitoras do Cereja N Pimenta: Lingerie para Gestantes. O que eu achei bastante oportuno pois eu tenho a impressão de nunca ter visto tantas mulheres grávidas ao mesmo tempo, ao menos no meu círculo de amizades.

É um assunto muito importante pois nesta fase a lingerie se torna ainda mais indispensável pois o corpo da mulher passa por muitas transformações e fica bastante sensível, um pequeno incômodo num período normal, pode se tornar um grande desconforto. É fundamental se preocupar com problemas de circulação, surgimento de estrias pós-parto e é claro, conforto. O ideal é dar umas férias para as tangas e strings (calcinhas com a lateral bem estreita, em tiras), para os sutiãs com aro, e até mesmo os bojos pré-moldados. Hoje em dia o existem variados modelos com algumas variações de tecidos.

LINGERIE

Vamos começar pelas calcinhas. Podemos dividi-las em 2 modelos: 1 para durante a gestação e a outra pós-parto. No principio, ainda com a barriga não muito desenvolvida o ideal é ir migrando do seu modelo favorito para calcinhas maiores, buscando maior conforto. Conforme o crescimento do bebê é importante que a calcinha vá ficando mais alta. Já com a barriga bastante desenvolvida, já pode optar pelo modelo gestante propriamente dito. Este tem as seguintes características:

Laterais e a frente inferior com um tecido reforçado, para dar maior sustentação a barriga, e um tecido na região da barriga que se expande conforme o bebê cresce. Esta parte da barrida, também precisa ser bastante alta, dando suporte a barriga.

É muito importante que nestas laterais e na base da barriga a peça proporcione bastante sustentação para diminuir dores na lombar e distribuir o peso da barriga. Muitas vezes um recorte na peça, na região da base da barriga pode ajudar a proporcionar mais sustentação.

Após o parto

No modelo pós-parto a calcinha tem uma função de cinta pós-cirurgica. Com um reforço na parte interna, de prefência em algodão, e uma alta sustentação na lombar. É importante também que as costuras sejam bastante delicadas sobre a pele, e a sustentação seja realizada com o máximo de suavidade. Fique atenta ao acabamento. Microfibras ou ainda uma SuperMicrofibra são as melhores opções de tecido. Lembre-se de que a sustentação nesta fase tem grande impacto para que o corpo consiga voltar a sua forma anterior. Algumas marcas e médicos também sugerem o uso de cintas específicas ou faixas.

LINGERIE

Chegamos então ao sutiã

Durante a gravidez, o ideal é um sutiã de alta sustentação, com alças largas, sem aro, nem bojo (apenas um bojo de tecido). Em caso de seios bastante grandes, é importante observar a largura da parte do tórax, abaixo dos seios, responsável pela sustentação e também as costas, caso encontre opções de um recorte das alças em forma de “U”, estilo regata também ajudam na sustentação e distribuição do peso. Para que não tenha uma mudança brusca do modelo utilizado anteriormente a gravidez e a necessidade final da gestação, é interessante que vá se trocando o modelo, cada vez com alças mais largas e mais sustentação em geral, de acordo com o desenvolvimento dos seios. Mas o ideal é assim que perceber um aumento significativo, passar para sutiãs sem bojo, nem enchimento, alças mais largas e com 3 ou 4 regulagens nas costas. Vá aumentando a sustentação, com modelos de alças mais largas, de acordo com a necessidade.

LINGERIE

Sutiã de amamentação

Após o parto, passe para o sutiã de amamentação. Este além do sistema de abertura do bojo, normalmente em forma de “click” na parte superior, que permite amamentar sem a necessidade de tirá-lo, precisa ter um forro de algodão, o mais macio possível, laterais e alças também bastante largas. Alguns modelos possuem até mesmo alças acolchoadas. Nessa fase a sensibilidade aumenta e a necessidade de sustentação é ainda maior. Isso tudo para falar apenas em funcionalidade, mas algumas marcas permitem que você tenha tudo isso e ainda algumas opções de cores e designer para você sair do branco, preto e chocolate. Existem também camisolas com o mesmo sistema de “click” do sutiã, para manter a praticidade, com um maior conforto no hospital e em casa.

LINGERIE

Bom é isso. Dentre as características mencionadas, encontre o que atende melhor suas necessidades e as cores e detalhes que você mais se indentifique, e continue linda e fashion, também nesse momento!

Até a próxima.

Thiago Medina

Dúvidas e sugestões de pauta, thiago.medina@gmail.com ou cerejanpimenta@gmail.com 

*Obs.: Os modelos mostrados acima são todos da marca Valisére, e podem ser encontrados em diversas lojas perto de você.